PALAVRA DO PRESIDENTE



 

O ano de 2018 foi um dos mais turbulentos e confusos dos últimos tempos. Tumultos, país polarizado, crise econômica, greve dos caminhoneiros, o marasmo do fim do governo Temer e no meio disso, as eleições.

Considerado o mais imprevisível desde a redemocratização, o processo eleitoral de 2018 reforçou a polarização política da população. Como parte da sociedade, a categoria dos servidores penitenciários também expressa esse antagonismo.

Enquanto sindicato, somos apartidários. Portanto vamos cobrar de quem quer que seja – governador, presidente, senadores, deputados. A luta do SINDCOP é a favor da categoria.

Nos dois anos de governo Temer tivemos que travar várias batalhas para que nossos direitos fossem preservados. Os agentes penitenciários mostraram para o Brasil inteiro que estão dispostos a lutar e brigar pela sua valorização, como fizemos lá em maio de 2017, na ocupação da Câmara dos Deputados contra a tramitação da Reforma da Previdência.

2019 terá várias surpresas, e nossas bandeiras continuam sendo a defesa intransigente da valorização do servidor penitenciário. Isso inclui a luta contra a Reforma da Previdência e a garantia da aprovação da Polícia Penal – atualmente tramitando na Câmara Federal.

Também vamos batalhar para uma negociação da pauta única da categoria com o governador do Estado: pela incorporação integral do ALE no salário base, pelo reajuste salarial, sexta-parte integral, aposentadoria especial e pela Lei Orgânica dos Servidores da SAP.

O SINDCOP estará vigilante e alerta para defender os direitos dos servidores prisionais e vai continuar na busca para se fazer cada vez mais presente na vida do filiado. Já temos 8 pontos de apoio e subsedes espalhados pelo Estado de São Paulo, oferecendo atendimento jurídico, psicológico e uma rede de convênios exclusivos aos filiados.

Esperamos que o ano melhore para todos, e que as coisas comecem a entrar no lugar. Da nossa parte, faremos de tudo para transformar em realidade tudo aquilo que almejamos. 

Desejamos a todos os servidores que estão em unidades prisionais paulistas um caloroso e acolhedor natal, e uma ótima passagem de ano. Que a virada do calendário traga consigo uma disposição para fazermos os enfrentamentos necessários em direção a uma sociedade mais justa, mais
segura e mais fraterna.

 


Boas festas!

 

Gilson Pimentel Barreto, presidente do SINDCOP




Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.